Propostas

Simplificação / Desburocratização

A experiência que adquiri ao longo dos meus 26 anos como gestor público, me deu a certeza que a burocracia é inimiga de serviço público de qualidade. Cria obstáculos à modernização, favorece a corrupção. E o pior: dificulta a vida dos cidadãos. Simplificar o atendimento na prefeitura é uma tarefa urgente. A saída é simples. Temos que disponibilizar o maior número possível de serviços municipais pela internet, um trabalho bem-sucedido que já implantamos no Poupatempo do Estado de São Paulo e, nos últimos cinco anos, quando fui diretor-presidente do Detran de São Paulo. Também precisamos rever etapas, criar formas de atendimento mais fáceis para reduzir prazos, e ter funcionários bem treinados para garantir eficiência.

Serviços Eletrônicos

Serviços eletrônicos são aqueles oferecidos ao cidadão por meio da internet. Já fiz isso, você sabia? Quando comandei o Detran.SP implantamos vários serviços como, por exemplo, solicitar a segunda via da carteira de motorista pelo computador ou celular. Ao oferecer serviços de fácil acesso, eficientes e de qualidade, a prefeitura simplifica a vida das pessoas.

 

Descentralização

Descentralizar poder e serviços é levar a prefeitura para perto da população – que é quem melhor conhece – quais são os problemas e as necessidades das regiões onde vivem. A participação popular é o caminho democrático para definir prioridades, além de permitir a fiscalização de serviços públicos, execução de obras e auxiliar no combater à corrupção. Substituir as subprefeituras por prefeituras regionais é uma das nossas propostas para definir as demandas locais e buscar soluções para os problemas com a rapidez que todos nós desejamos. Falta, no entanto, reforçar a participação de cada cidadão na definição das políticas públicas. Um dos caminhos é dar voz aos conselhos participativos municipais, abrindo mais um canal direto entre representantes da população e prefeitos regionais. Além disso, é importante a criação de um “Observatório da Prestação de Serviços Públicos” para que a população possa avaliar o atendimento recebido. Por meio de tecnologia avançada é possível criar mecanismos para o munícipe realizar o avaliação em tempo real. Os resultados das avaliações devem ser públicos.

Fale com o Daniel

Topo